top of page

Baseando-se na dialética entre as figura da estátua – rígida, imóvel, perene – e da bailarina – flexível, espontânea, criativa –, J. A. Gaiarsa escreveu um de seus livros mais fundamentais. Neste ensaio, que apresenta conhecimentos da fisiologia, da neuroanatomia, da mecânica, da cinesiologia, da motricidade e de diversas linhas psicoterápicas, o autor põe o corpo num lugar que sempre lhe foi negado: o de configurador – e por vezes desestabilizador – da personalidade humana. Obra fundamental para terapeutas corporais, educadores somáticos, psicólogos, fisioterapeutas, bailarinos, profissionais de educação física e todos aqueles que se interessam pelo comportamento humano.

 

Falecido em 2010, pouco depois de completar 90 anos de idade, J. A. Gaiarsa deixou inúmeros discípulos e uma legião de fãs de todas as idades. Conhecido como um dos mais iconoclastas psiquiatras brasileiros e pioneiro da psicoterapia corporal no Brasil, tratou de temas como família, sexualidade, educação e relacionamento amorosos. Entre seus livros estão: Amores perfeitos; A cartilha da nova mãe; Couraça muscular do caráter; Educação familiar e escolar para o terceiro milênio; A família de que se fala e a família de que se sofre; Formando agentes de transformação social; A inconsciência coletiva; Lições de amor; Meio século de psicoterapia verbal e corporal; Minha querida mamãe; O olhar; Sexo, Reich e eu; Sexo: tudo que ninguém fala sobre o tema; Sobre uma escola para o novo homem; Tratado geral sobre a fofoca; As vozes da consciência e Respiração, angústia, e renascimento (todos publicados pela Ágora).

 

Detalhes do produto

  • Editora ‏ : ‎ Editora Ágora; Edição revista (3 novembro 2021)
  • Idioma ‏ : ‎ Português do Brasil
  • Capa comum ‏ : ‎ 336 páginas
  • ISBN-10 ‏ : ‎ 8571832986
  • ISBN-13 ‏ : ‎ 978-8571832985
  • Dimensões ‏ : ‎ 13.97 x 1.78 x 20.96 cm

A estátua e a bailarina - J. A. Gaiarsa

SKU: 9788571832985
37,00 €Preço