top of page

Criou-se lenda em torno de Freud, “puro espírito”, escrevendo, teorizando, nas nuvens, em mundo desencarnado. O exame atento de suas cartas mostra, no entanto, que seus inúmeros escritos teóricos frequentemente estão vinculados a pessoas e, estas, ligadas entre si. Neste livro, Luiz Eduardo Prado de Oliveira, com o apoio de Marta Raquel Colabone, revela algumas nuances da história da psicanálise.
A partir dos álbuns de família de Freud, ele analisa cartas, fotos, documentos inéditos para nos oferecer uma história da psicanálise humanizada. Enraizada não apenas na história da vida privada dos Freud, mas também no contexto social, político e estético que viria a fornecer o material e os contornos da própria psicanálise.
Contendo rico material inédito, como o Diário de Sophie, a filha de Freud vitimada pela pandemia da gripe de 1918 e mãe de Ernst, o menino do fort-da, este livro nos entrega histórias que foram deixadas à margem, mas que justamente delimitam o que corre no leito da psicanálise e que, ao mesmo tempo, se espraiam de um lado para o outro, invadindo territórios e fronteiras pouco desbravadas.

“Contamos histórias das margens da psicanálise. As margens então não são apenas duas. Guimarães Rosa nos mostrou a terceira margem do rio, esta, bem no centro.”

 

Luiz Eduardo Prado de Oliveira é membro de Espace Analytique, em Paris, e professor convidado do Departamento de Filosofia da PUCPR e do Departamento de Psicologia da USP. Formado em Economia pela PUC-Rio, trabalhou como redator de política e economia internacionais no Jornal do Brasil em 1969, antes ir para o exílio nesse mesmo ano. Retomou os estudos em Psicologia Clínica, defendeu sua tese de doutorado em Psicopatologia Clínica e Psicanálise sob a orientação do professor Jean Laplanche. Foi coordenador referente dos psicoterapeutas de orientação psicanalítica do Serviço Piera Aulagnier do Centro Hospitalar Sainte-Anne. Convidado à universidade, se aposentou como professor emérito do Centro de Pesquisa Psicanálise, Medicina e Sociedade (CRPMS), da Escola Doutoral Pesquisa em Psicanálise e Psicopatologia, do Instituto Humanidades, Ciência e Sociedade (IHSS) e da Universidade de Paris-Cité. É autor, entre outros, de La haine en psychanalyse: Donald Winnicott, Masud Khan et leur triste histoire (Liber, Montréal, 2018), L’invention de la psychanalyse: Freud, Rank, Ferenczi (Campagne Première, Paris, 2014), Sándor Ferenczi, la psychanalyse autrement (Armand Colin, Paris, 2011). Editor internacional do International Forum for Psychoanalysis, também é membro da Revista Brasileira de Psicanálise e da revista de Tempo Psicanalítico.

 

Detalhes do produto

  • Editora ‏ : ‎ Autêntica
  • 1ª edição (17 outubro 2022)
  • Idioma ‏ : ‎ Português do Brasil
  • Capa comum ‏ : ‎ 232 páginas
  • ISBN-13 ‏ : ‎ 978-6559280612
  • Dimensões ‏ : ‎ 14 x 1.3 x 21 cm

Anos Loucos: Histórias da psicanálise às margens dos anos.. - Luiz Eduardo Prado

SKU: 9786559280612