top of page

Neste marco do colorismo, com fortes tintas autobiográficas, Helga Crane é filha de pai negro e mãe branca e, portanto, não tem lugar nos Estados Unidos racista dos anos 1920. Conhecemos Helga em uma universidade para “ascenção” das pessoas negras, no Sul. Desencantada com a condescendência dos reitores e a submissão ao discurso moralista branco, Helga foge para Nova York, onde esperava uma sociedade negra mais assertiva e independente, porém o que encontra é uma burguesia eternamente discutindo “a questão racial” em coquetéis e festas. Abandona o Harlem pela Dinamarca, terra de sua mãe, e lá é vista (e cobiçada) como “exótica”. Uma repentina “consciência de cor” a leva de volta a Nova York. Sem ter encontrado seu lugar nem no meio negro, nem no meio branco, Helga desiste das inquietações intelectuais e se torna esposa de um pastor em uma comunidade do Sul profundo... para logo deparar-se com o triste papel das mulheres no meio religioso.

"Os livros de Nella Larsen abriram para mim um mundo todo novo de experiências e lutas que me parecia, quando os li pela primeira vez anos atrás, completamente envolvente, fascinante e indispensável.” ALICE WALKER 

“Quando mergulha na complexidade das personagens e no mundo que as rodeia, Nella Larsen toca não apenas nas fraturas que fragmentavam a comunidade negra e a sociedade do norte da América, mas que ainda fissuram estes mesmos grupos e também toda a diáspora negra. A autora fala para os dela e para os distantes de sua realidade temporal e social, como nós, os brasileiros e brasileiras da terceira década do século 21. ” ELIANA ALVES CRUZ

 

Nella Larsen, filha de caribenho e dinamarquesa, passou a infância em um bairro operário branco de Chicago e a vida adulta na burguesia negra do Harlem. Publicou, em 1928, Areia movediça, romance com tintas autobiográficas sobre uma mulher mestiça em permanente deslocamento em um mundo em preto ou branco. No ano seguinte publicou "Passando-se", sobre a tensa dinâmica entre duas mulheres legalmente negras que “passam-se” por brancas em plena Renascença do Harlem, o movimento cultural que inicialmente a renegou e do qual hoje Nella Larsen é um dos maiores expoentes. Os livros lhe trouxeram reconhecimento mas também o ostracismo e ela que, em dois anos criou duas obras fundamentais, nada publicaria até sua morte, sozinha, em 1964.

 

  • Editora ‏ : ‎ Imã Editorial; 1ª edição (1 novembro 2022)
  • Idioma ‏ : ‎ Português do Brasil
  • Capa comum ‏ : ‎ 234 páginas
  • ISBN-10 ‏ : ‎ 6586419271
  • ISBN-13 ‏ : ‎ 978-6586419276
  • Dimensões ‏ : ‎ 14 x 1.6 x 21 cm

Areia movediça - Nella Larsen

SKU: 9786586419276
16,00 €Preço
  • Até 5 dias úteis.

<