top of page

Um guia de referência para lidar com emoções extremas.

Apresentando casos reais, ferramentas práticas e as mais recentes descobertas científicas, este livro é um recurso inestimável para os indivíduos diagnosticados com borderline e para as pessoas que estão à sua volta.

Mais que apenas uma fonte de informação, este livro é também uma fonte de transformação e esperança.

 

 

Há mais de três décadas este livro tem desempenhado um papel fundamental ao lançar luz sobre o Transtorno da Personalidade Borderline, um problema de saúde mental que permanece incompreendido para muitas pessoas.

Esta edição atualizada traz um amplo panorama do conhecimento científico sobre o assunto, ajudando amigos e familiares a entenderem a profunda instabilidade emocional que controla a vida de uma pessoa que sofre com o transtorno.

Eu te odeio – não me deixe mostra que, apesar do estigma e do desconhecimento geral, os avanços nas pesquisas, nas terapias e nos medicamentos apontam para grandes chances de sucesso – seja na recuperação, seja no manejo dos sintomas.

Acessível e bem fundamentado, este livro apresenta as raízes neurobiológicas e genéticas do transtorno, bem como suas conexões com o abuso de substâncias, o transtorno de estresse pós-traumático, o TDAH, transtornos alimentares e outras questões.

 

“Para alguém com o Transtorno da Personalidade Borderline (TPB), a vida é uma montanha-russa interminável.

Para quem mora com essas pessoas, tem amor por elas ou é responsável pelo seu tratamento, a viagem pode parecer igualmente desenfreada, assustadora e frustrante.

Milhões de pacientes com TPB têm acessos de raiva incontroláveis direcionados às pessoas que mais amam. Eles se sentem impotentes e vazios, com sua identidade estilhaçada por graves contradições emocionais.

As mudanças de humor ocorrem com rapidez e de forma explosiva, levando o indivíduo dos píncaros da alegria às profundezas da depressão.

Um indivíduo borderline padece de uma espécie de ‘hemofilia emocional’: falta-lhe o mecanismo de coagulação necessário para moderar os acessos de emoção.

Apesar de o TPB já ter sido considerado uma desordem sem solução, hoje sabemos que a maioria dos pacientes abandona o caos do passado e passa a ter uma vida produtiva.

O processo pode ser árduo, mas o fim da jornada abre novos horizontes.” – Os autores

Sobre o Autor

Hal Straus é um escritor que se dedica a projetos nas áreas de saúde, esporte, medicina e bem-estar. Além de cinco livros, já escreveu diversos artigos para publicações como Ladies’ Home Journal, Men’s Health e Redbook.

Jerold J. Kreisman é pesquisador, professor e psiquiatra especialista no Transtorno de Personalidade Borderline. Além deste livro, escreveu Sometimes I Act Crazye Talking to a Loved One with Borderline Personality Disorder, também sobre o assunto. Contribui para o periódico Psychology Today e atua clinica