top of page

Este livro inovador revela uma história ainda pouco estudada, fecunda em metamorfoses e surpresas, desde a Idade Média até nossos dias. As formas “privilegiadas” de fadigas – aquelas que mobilizam os comentários, impondo-se prioritariamente a todos – evoluem com o fluir do tempo. Os sintomas da fadiga modificam-se, os termos para designá-la têm passado por ajustes – langeur[indolência], dépérissement [desfalecimento gradual], pénibilité [penosidade]... –, verificando-se a proliferação de explicações a seu respeito, um maior rigor na definição de seus diferentes graus, assim como a emergência de reivindicações. Um percurso emocionante que nos leva a cruzar várias histórias: ado corpo e das sensibilidades, a das estruturas sociais e do trabalho, a da guerra e do esporte, incluindo a história de nossa intimidade. A fim de tornar mais elucidativo, e de modo completamente diferente, o nosso presente.

 

Georges Vigarello é um historiador e sociólogo francês. É catedrático na Escola de Altos Estudos em Ciências Sociais (Ehess), de Paris. Entre suas obras publicadas pela Vozes destacam-se História da beleza, As metamorfoses do gordo, História da obesidade e O sentimento de si – História da percepção do corpo, além de História do corpo, História da virilidade e História das emoções, obras publicadas em três volumes juntamente com Alain Corbin e J.J. Courtine.

 

  • Editora ‏ : ‎ Editora Vozes; 1ª edição (5 outubro 2022)
  • Idioma ‏ : ‎ Português do Brasil
  • Capa comum ‏ : ‎ 560 páginas
  • ISBN-10 ‏ : ‎ 6557135546
  • ISBN-13 ‏ : ‎ 978-6557135549
  • Dimensões ‏ : ‎ 16 x 2.7 x 23 cm

História da fadiga: Da Idade Média aos nossos dias - Georges Vigarello

SKU: 9786557135549
50,00 €Preço
  • Até 5 dias úteis.