top of page

A relação entre as mulheres africanas e o feminismo é controversa. Enraizado nessa conexão está o debate para saber se o conceito de sororidade – mantra que pressupõe uma opressão comum a todas as mulheres e abarca relações feministas internacionais/transculturais – representa, simbólica e funcionalmente, as mulheres africanas. As colaborações deste livro abordam o discurso global sobre as mulheres tal como articulado pelas feministas ocidentais e analisam as questões levantadas pela interpretação equivocada que feministas norte-americanas, negras e brancas, fazem de mulheres africanas. As implicações do predomínio de homens e mulheres ocidentais na produção de conhecimento sobre a África também são discutidas.

 

Oyèrónké Oyěwùmí é professora associada de Sociologia na The State University de Nova Yorque, em Stony Brook. Nascida na Nigéria, formou-se na Universidade de Ibadan e na Universidade da Califórnia, em Berkeley. Ela é autora de A invenção das mulheres – Construindo um sentido africano para os discursos ocidentais de gênero, livro que ganhou um Prêmio de Destaque do Ano da American Sociological Association, em 1998, e foi finalista do Prêmio Herskovitts, da African Studies Association, no mesmo ano.

 

Detalhes do produto

  • Editora ‏ : ‎ Editora Vozes; 1ª edição (29 novembro 2023)
  • Idioma ‏ : ‎ Português do Brasil
  • Capa comum ‏ : ‎ 400 páginas
  • ISBN-10 ‏ : ‎ 8532665284
  • ISBN-13 ‏ : ‎ 978-8532665287
  • Dimensões ‏ : ‎ 13.7 x 1.8 x 21 cm

Mulheres africanas e feminismo: Reflexões... - Oyèrónkẹ́ Oyěwùmí

SKU: 9788532665287
37,00 €Preço
  • Até 5 dias úteis.