top of page

"O externo se torna interno e a crítica deixa de ser sociológica, para ser apenas crítica." Poucas frases condensam de forma tão contundente o problema fundamental da crítica literária quanto essa de "Crítica e Sociologia", ensaio de abertura de Literatura e sociedade. Publicado em 1965, ele reúne alguns textos clássicos na trajetória do autor.

 

Antonio Candido (1918-2017) não foi apenas o maior crítico literário brasileiro. Foi também o último representante da geração que produziu intelectuais do porte de Carlos Drummond de Andrade e Clarice Lispector, entre tantos outros. Intérprete do Brasil, Candido partilhava com Gilberto Freyre, Caio Prado Jr., Celso Furtado e Sérgio Buarque de Holanda uma largueza de escopo que o pensamento social do país jamais voltaria a igualar, aliando anseio por justiça social, densidade teórica e qualidade estética. Com eles também partilhava o gosto pela forma do ensaio, incorporando o legado modernista numa escrita a um só tempo refinada e cristalina. Com seu saber enciclopédico, sua atitude generosa e seu olhar sensível sobre a cultura e a sociedade, Candido integra uma linhagem de pensadores latino-americanos que marcariam para sempre a produção intelectual do continente, com influência internacional.

 

  • Editora ‏ : ‎ Todavia; 1ª edição (24 março 2023)
  • Idioma ‏ : ‎ Português do Brasil
  • Capa comum ‏ : ‎ 232 páginas
  • ISBN-10 ‏ : ‎ 6556924091
  • ISBN-13 ‏ : ‎ 978-6556924090
  • Dimensões ‏ : ‎ 13.5 x 1.4 x 20.8 cm

Literatura e sociedade - Antonio Candido

SKU: 9786556924090
26,00 €Preço
  • Até 5 dias úteis.